Adote um cão adulto

    Quando se quer ter um pet em casa, a idade do animal costuma ser fator decisivo. A preferência por filhotes é inevitável, mas, você conhece as vantagens de adotar um animal adulto? Se não, vem comigo que vou te explicar.

    Continua depois da publicidade

     

    Antes de tudo é preciso saber que para tutelar um cão, será necessário tempo e paciência. Um filhote precisa ainda mais de atenção, ajustes na socialização, exercícios, treinos e correções.

     

    Já um cão adulto pode ser uma ótima opção para quem não tem tanto tempo de oferta ao animal. A pessoa que deseja ser tutor de um pet pode conversar, antes de tomar a decisão, com outros donos de filhotes e saber um pouco mais sobre a rotina do “bebê”.

     

    Lidar com as necessidades dos filhotes, como o xixi nos tapetes da casa, marquinhas de dentes em objetos da residência e perder alguns sapatos e chinelos pode ser cansativo. Um cão adulto não costuma dar esse tipo de “trabalho”.

     

    Além disso, se a pessoa nunca teve um cachorro, os adultos se adaptam facilmente e podem ser perfeitos para você, os filhotes demandam firmeza na hora de educar e pode ser um processo demorado. Paciência e disposição são essenciais nesse momento.

    É preciso ressaltar que os cães nunca deixam de aprender, independentemente da idade.

     

    Cães adultos amam tanto quanto os filhotes, talvez, até mais.

     

    Algumas pessoas preferem filhotes por acharem que, com um animal mais novo, os laços de amizade serão mais intensos, mas isso não existe no mundo animal. Cachorros mais velhos são mais gratos e se conectam ainda mais com seus donos após serem resgatados.

     

    O processo de adaptação de um cão adulto varia de acordo com a personalidade do animal, e pode ser concluída em dias ou meses, dependendo dos traumas à que foram submetidos.

     

    Respeite o tempo e o espaço do seu bichinho e desfrute do amor do melhor amigo do homem. Lembrem-se, cão não é brinquedo, nem objeto, eles precisam de amor, mas, também de alimentação, cuidados, e tratamento adequado quando estão doentes.

    Por Rafaela Thompson

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Avaliação
    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui