Home Música Douglas Lopes, de Jerônimo Monteiro, lança música em ritmo de primavera

Douglas Lopes, de Jerônimo Monteiro, lança música em ritmo de primavera

Douglas Lopes, de Jerônimo Monteiro, lança música em ritmo de primavera

A primavera começa nesta quarta-feira (22), e para acompanhar este novo ciclo o cantor e compositor de Jerônimo Monteiro, Douglas Lopes, preparou o lançamento da canção “Pra Sorrir”, em parceria com o músico Nano Vianna.

Continua depois da publicidade

A composição está disponível em todas as plataformas digitais e retrata o chamego e a leveza da estação das flores. Este é o terceiro e último single que antecede o lançamento do álbum completo “A Fogueira”, que já teve outras duas músicas liberadas: “Mãe” e “Abra as Cortinas”.

“Para este trabalho, eu recebi como convidado o cantor e compositor Nano Vianna, que além de sua carreira solo é também conhecido por seu trabalho à frente da banda ‘Cinco Nós’, conta Douglas.

Participam ainda de “Pra Sorrir” os músicos Gabriel Ruy (baterista do cantor Silva), e o acordeonista Chico Chagas, nacionalmente conhecido por acompanhar diversos artistas.

O novo álbum do artista é sobre sentar-se à beira de uma fogueira e contar histórias através de músicas. O disco contém oito faixas compostas por Douglas, além da canção homônima “A Fogueira” em parceria com os músicos Amaro Lima e Nano Vianna.

A produção musical está sendo feita por Leonardo Chamoun, com previsão de lançamento do álbum para o mês de novembro.

 

Douglas Lopes

É um artista da nova geração que tem conquistado relevante espaço no cenário da nova música popular brasileira. Exercita uma incrível sensibilidade ao abordar de forma simples e ao mesmo tempo impactante, as temáticas sociais que defende.

Vem acumulando excelentes trabalhos e aceitação do público e mídia. Tanto que em 2021, assinou um contrato com a OneRPM, uma das maiores distribuidoras de música digital do planeta.

Sua inquietude em produzir e lançar trabalhos relevantes para a sociedade, o levou a tratar em suas músicas de temas como sustentabilidade e o meio ambiente, inclusão social e o direito de todos à felicidade, racismo estrutural entre outros.

Segundo Douglas, “falar sobre causas sociais envolvendo a minha arte, definitivamente é o que tem me feito realizado e tem me ajudado a reforçar o meu papel de cidadão nesse planeta”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Avaliação
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui