Home Variedades Jornalista Sônia Bridi palestra na abertura do Festival Cine.Ema nesta segunda (18)

Jornalista Sônia Bridi palestra na abertura do Festival Cine.Ema nesta segunda (18)

Jornalista Sônia Bridi palestra na abertura do Festival Cine.Ema nesta segunda (18)

A partir desta segunda (18), a 7ª edição do Cine.Ema – Festival Nacional de Cinema Ambiental do Espírito Santo, inicia sua programação com mostra gratuita de filmes, bate-papos, debates sobre cinema e sustentabilidade e oficinas. O formato ano reúne ações online para este acesso nacional, e também presenciais voltadas às Regiões das Montanhas Capixabas, do Frade e a Freira e de Aracruz, que vão até 05 de novembro.

Continua depois da publicidade

A abertura oficial será às 19h30, com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube ( Festival Cine.Ema ) e Instagram do projeto @ cine.emafestival . Participa da jornalista Sônia Bridi e o repórter cinematográfico Paulo Zero, que compartilhar histórias e experiências vividas em mais de 25 anos de produção de documentários cobrindo os efeitos das mudanças climáticas no Brasil e no mundo. A mediação fica por conta da apresentadora e jornalista Luanna Esteves.

Trazer essa abordagem para o primeiro dia de festival é o prato cheio para refletir sobre a temática de 2021 “A Natureza é a Nossa Escola”, que propõe pensar sobre como estamos lidando com os ensinamentos da natureza e as mudanças provocadas ao meio a partir do ambiente da relação entre as pessoas e o meio onde vivem.

Nesse mesmo sentido, a mostra de cinema é a cereja do bolo do festival, e reforça o compromisso com as questões ambientais atualidade e a sustentabilidade através das vias culturais. Os filmes seguem os critérios de adequação à proposta e alinhamento com o tema da edição, ficando disponível para acesso de qualquer pessoa no site do festival.

Para a Mostra Nacional Competitiva Cine.Ema, foram selecionados 13 curtas-metragens dos gêneros de ficção, animação e documentário, que serão julgados por um júri de 30 professores pertencentes a regiões. Os prêmios somam R $ 4 mil. Já a Mostra Não-Competitiva Cine.Eminha, que difunde filmes ambientais para a garotada, estará com quatro curtas.

A novidade deste ano é a Mostra Paulo Freire, também com quatro filmes selecionados, que homenageia o centenário do pedagogo e patrono da educação brasileira, e busca refletir sobre a importância de um aprendizado emancipador e criativo através da arte e cultura.

O Cine.Ema é uma realização da Caju Produções e Ministério do Turismo, com patrocínio do Grupo Águia Branca, Decolores e Imetame. Conta também com o apoio da Reserva Águia Branca e do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – IEMA.

 

O Cine.Ema

O Cine.Ema é um projeto cultural nacional e multiplataforma de educação ambiental, cujo objetivo é gerar consciência do cinema, com difusão e premiação de obras audiovisuais que reflitam sobre memória, paisagens, realidades e desafios do meio ambiente de forma sensível e criativa. Inspirado na Pedra da Ema, ícone paisagístico e natural de Burarama e sem significado universal da Ema, mãe natureza, a Mostra Nacional de Cinema Ambiental do Espírito Santo foi realizada pela primeira vez em 2015.

O projeto promove atividades formativas para crianças e adultos de comunidades que margeiam patrimônios naturais brasileiros, além de seminários ambientais reflexivos e temáticos que envolvem os desafios sustentáveis ​​do nosso tempo. O Cine.Ema integra a rede de realizadores de festivais ambientais do Brasil, e é o único festival de cinema anual com este recorte temático realizado no Espírito Santo.

 

Programação Completa

18 de outubro a 05 de novembro

 

Online em cineema.com.br

Segunda-feira (18) | 19h30 – 20h30

Palestra de Abertura Cine.Ema – Com Sônia Bridi e Paulo Zero

Mediação: Luanna Esteves

 

Quinta-feira (21) | 19h – 20h

Cine-papo sobre seu projeto ganha o mundo – Com Ramon Luz

Mediação: Carol Covre

 

Segunda-feira (25) | 19h – 20h

Cine.Papo – Bate-papo com realizadores da Mostra Cine.Eminha e Mostra Paulo Freire

Mediação: Lucas Schuina

 

Quarta-feira (27) | 19h – 20h

Cine.Papo – Bate-papo com realizadores da Mostra Competitiva Nacional.

Mediação: Ursula Dart

 

Oficinas presenciais

Regiões das Montanhas Capixabas, do Frade e a Freira e de Aracruz

Oficina de observação de aves

A oficina de fotografia e observação de aves é um dos pilares principais de educação ambiental do Cine.Ema, sendo realizada desde 2015 no distrito de Burarama e desde 2018 na Reserva Ambiental Águia Branca. A oficina aguça os sentidos ao levar crianças para mergulharem no universo dos passarinhos em incursões de fotografia na mata. Técnicas de captação de imagens são aplicadas em meio a aulas práticas e teóricas que trabalham a percepção visual com o objetivo de fotografar diferentes espécies de pássaros nas matas do Espírito Santo.

Facilitador: Filipe Ventura

Frade e a Freira: 18 a 22/10

Montanhas: 25 a 29/10

 

Oficina de Vídeo Ambiental

Uma câmera na mão, uma ideia na cabeça e o desejo de fazer do mundo um lugar melhor. Um dos pilares principais da etapa educativa do Cine.Ema, a oficina de vídeo ambiental estimula a criação de conteúdo audiovisual em formato documental por adolescentes de regiões que margeiam patrimônios naturais, envolvendo memória e pertencimento.

Facilitadores: André Félix, Gui Castor e Iza Rosemberg

Frade e a Freira: 18 a 22/10

Montanhas: 25 a 29/10

Aracruz: 03 a 05/11

 

Oficina de Podcast

Ampliando as potencialidades da etapa educativa do Cine.Ema, a oficina de podcast visa trazer aos participantes outras formas de se produzir conteúdo. A partir desta oficina, os adolescentes das regiões que margeiam patrimônios naturais irão aprender técnicas para que produzam seu podcast de maneira independente, a partir de questionamentos e inquietações em relação aos espaços aos quais pertencem e valendo-se de ferramentas que tenham em mãos.

Facilitadores: Ione Reis e Lara Toledo

Frade e a Freira:  18 a 22/10

Montanhas: 25 a 29/10

Aracruz: 03 a 05/11

 

Expedição Fotográfica no Monumento O Frade e a Freira

Sábado (23)

Horário: 7h

A expedição tem como objetivo proporcionar aos interessados em fotografia uma imersão nas paisagens naturais e na biodiversidade, com informações sobre o bioma da região, preservação ambiental e prática em fotografia de natureza.

 

Conexão Comunidade, Cultura & Sustentabilidade – Edição Reserva Águia Branca

Terça-feira (26)

16h – Boas- vindas

16h30 – Bate-papo – Os caminhos para a produção sustentável

Os novos caminhos para a agricultura sustentável. O uso de tecnologias e práticas agrícolas para melhoria da produtividade da terra, diminuição dos impactos no meio ambiente e cuidado com a saúde dos agricultores e dos consumidores.

Local: EMEB João Domingos Fassarella – Rua Eugênio Fassarella, Alto Castelinho, Vargem Alta- ES

Convidados:

Murilo Antonio Pedroni – Senar ( Serviço de Aprendizagem Rural)

Itamar Arno Tesch – Empreendedor Sustentável – Afonso Cláudio

Margareti Klabbund Tesch –  Empreendedora Sustentável – Afonso Cláudio

Macsuel Cipriano – Presidente da Associação de Produtores Rurais de Castelinho – Vargem Alta – ES

Mediação de Geraldo Dutra – Historiador e Educador Socioambiental

 

Quarta-feira (27)

16h – Boas vindas

16h30 – Bate-papo – Sistemas agroflorestais na restauração da Mata Atlântica Capixaba

Experiências e estratégias para restauração de ecossistemas na Mata Atlântica Capixaba. O uso de sistemas agroflorestais como alternativa de recuperação dos ambientes e de sustentabilidade na produção rural.

Local: Reserva Águia Branca – Alto Castelinho, Vargem Alta

Convidados:

Andressa Catharina Mendes – Gerente de Educação e Pessoas no Instituto Terra – MG

Paulo Henrique Radaik – Engenheiro agrônomo, Agroecologista e Permacultor – ES

Thiago Godinho – Engenheiro florestal – Reserva Natural Vale – ES

Emerson Araújo – Empreendedor – Projeto Yçara – Santa Teresa – ES

Mediação de Geraldo Dutra – Historiador e Educador Socioambiental – ES

 

Quinta-feira (28)

9h – Boas-vindas

9h30 – Bate-papo – Conservação nas Montanhas Capixabas: A importância das reservas particulares para o desenvolvimento sustentável da região – PARTE 1

12h30 – Almoço Sustentável

14h – Bate-papo – Conservação nas Montanhas Capixabas: A importância das reservas particulares para o desenvolvimento sustentável da região – PARTE 2

Troca de saberes e experiências entre gestores de reservas particulares do patrimônio natural, as RPPNs. Possíveis caminhos para fortalecimento das unidades de conservação no território.

Local: Reserva Águia Branca – Alto Castelinho, Vargem Alta

Convidados:

Andressa Catharina Mendes – Gerente de Educação e Pessoas no Instituto Terra – MG

Renata Bonfim – Professora e presidente do Instituto Ambiental Reluz – Marechal Floriano – ES

Mediação de Beto Mesquita – Engenheiro Florestal, Mestre em Conservação da Biodiversidade e Doutor em Ciências Ambientais e Florestais. Especialista em RPPNs

 

Serviço:

Abertura do 7º Cine.Ema – Festival Nacional de Cinema Ambiental do Espírito Santo

Site: www.cineema.com.br e Instagram @ cine.emafestival

18 de outubro a 05 de novembro

DEIXE UMA RESPOSTA

Avaliação
Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui