Menino de 12 anos vítima de racismo no Instagram ganha livros da Academia Brasileira de Letras

Adriel Oliveira vem chamando atenção nas redes sociais pela seu amplo conhecimento cultural e consciência racial com apenas 12 anos de idade.

Morador de Salvador, Bahia, o garoto publica nas redes sociais suas dicas literárias e mostra frequentemente seu carinho pela leitura, mas foi surpreendido na última quarta-feira, 27, com uma mensagem racista no Instagram.

Adriel, no entanto, não se intimidou e rebateu com sabedoria. “Às vezes eu penso: ‘esse mundo não tem salvação’, mas aí eu lembro dos leitores. Pode até me insultar, mas me insulta direito e com as formas adequadas de escrita”, afirmou.

Continua depois da publicidade

“Em pleno século 21 pessoas ainda são racistas? Atualizem-se. Insultos acabam com o psicológico de pessoas fracas. Esse tipo de coisa não me abala em nenhum ponto. Aliás, tenho orgulho de ser negro”, finalizou.

A reação de Adriel chamou atenção de diversos artistas, como Xuxa Meneghel e Fernanda Paes Leme; e amantes de livros, como o advogado e influenciador de leitura Pedro Pacífico, e o presidente da Academia Brasileira de Letras, Marco Lucchesi, que fez uma doação de livros para o menino em nome da instituição.

Após passar em uma reportagem do Jornal Nacional na quarta-feira, 3, o menino viu seu perfil do Instagram – que até então tinha poucos seguidores – crescer.

“Gostaria de agradecer aos meus 800 mil seguidores, agradecer as pessoas que tem me apoiado a construir essa história, afinal o sentido maior de tudo isso é levar para as pessoas o incentivo a leitura, ao conhecimento, a educação e dessa forma proporcionar um mundo mais colorido para todos. Obrigado! Obrigado! Obrigado!”, escreveu.

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2020 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Avaliação*
Por favor digite seu comentário!
Por favor, informe seu nome